O Centro Tecnológico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul (CTPedras) disponibilizou em seu site os livros das apresentações da mostra de resultados de pesquisas aplicadas ao arranjo produtivo de gemas e joias do Rio Grande do Sul, que ocorre todo ano juntamente com a ExpoSol, em Soledade/RS. A edição deste ano também está disponível.

Para acessar o material clique aqui: http://ctpedras.upf.br/index.php/publicacoes

Livros publicados pelo CTPedras (disponíveis para download)



Nos dias 03 a 06 de maio de 2018 ocorrerá a tradicional feira internacional de joias e pedras preciosas em Soledade, Rio Grande do Sul. 

A feira acontecerá no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz, localizado na Av. Júlio de Castilhos, 3743, em Soledade/RS. 

Para mais informação acesse: https://www.exposol.com.br/ 



EXPOSOL 2018

Foto: jtv.com
A prasiolita (também conhecida comercialmente como "ametista verde") é uma variedade verde resultante do aquecimento da ametista na faixa de 400 e 500ºC, é apenas obtida em ametista ricas em Fe e Al e pobre em H2O. Esta variedade é produzida exclusivamente na região de Montezuma, MG.

Já o quartzo verde é obtido através da irradiação gama do quartzo incolor. O principal causador da cor verde é devido ao alto teor de H2O e OH, além de impurezas de ferro. Este quartzo é oriundo de depósitos hidrotermais.

O quartzo verde desbota facilmente a radiação ultravioleta e em temperaturas em torno de 150 ou 200ºC. Porém, a prasiolita suporta temperaturas superiores a 600C.

Eles podem ser diferenciados com a utilização do filtro Chelsea. Os quartzos verdes oriundos da irradiação apresentam-se vermelhos ou avermelhados enquanto a prasiolita proveniente do aquecimento da ametista permanece verde, sob luz incandescente (luz amarela).

A modificação de cor no quartzo incolor para o verde é uma forma de valorização do material, sendo utilizado em grande escala na joalheria. No mercado acabam denominando os quartzos de coloração verde como prasiolita.

Fontes: Guttler, 2008. quartzo verde ou prasiolita. Diamond news, ano 8, n28, p19-28. // Correa, 2010. Variedades gemologicas do quartzo na bahia, geologia, mineralogia causas de cor, e tecnicas de tratamento. Dissertação de mestrado. USP. // Favacho, sd. Prasiolita: a gema que irradia novas emoções. Joia BR. http://www.joiabr.com.br/trat_gemas/trg07.html 

Prasiolita ou Quartzo Verde?




A 28ª Feira Internacional de Pedras Preciosas (FIPP) em Teófilo Otoni (MG) ocorrerá nos dias 15 de agosto à 19 de agosto de 2018.

Mais informações em: http://www.geadobrasil.com/

FIPP 2018


Você sabia que o quartzo é utilizado nos relógios devido às suas propriedades piezoelétricas?


A piezoeletricidade é uma tensão elétrica gerada por pressão mecânica. Quando o quartzo é submetido a pressão, gera carga elétrica em suas extremidades vibrando com uma frequência regular. 

Quando damos corda ao relógio estamos causando a pressão mecânica no quartzo gerando carga elétrica no mesmo e vibrando regularmente os ponteiros do relógio.

O uso do quartzo nos relógios #VocêSabia?

Inclusões fluidas em quartzo



O livro é um manual prático contendo ilustrações de como realizar o correto facetamento de minerais-gemas. No final do livro contém os ângulos para cada tipo de lapidação.

Livro "Faceting Made Easy" de Trevor Hannam disponível para download